Nova gestão do Inep discute Programa de Modernização do Instituto

Categoria: Notícias
Publicado em Quinta, 31 Janeiro 2019 12:25
Acessos: 513

As propostas e a metodologia do Programa de Modernização do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) foram apresentadas nesta quarta-feira, 30 de janeiro, na sede da autarquia, em Brasília (DF), para os diretores e coordenadores. O presidente do Inep, Marcus Vinícius Rodrigues, apresentou seis programas com foco em ações estratégicas, operacionais, comportamentais e estruturais. O objetivo do Programa de Modernização é garantir que o novo modelo de transformação organizacional apresentado seja implantado de forma conjunta entre os especialistas e gestores do Inep. A base será a  formação, o compartilhamento de tecnologias e de conhecimentos.

O presidente do Inep também anunciou a criação de três assessorias especiais para atender ao novo modelo de gestão: uma para a Educação Básica, outra para a Educação Superior e uma terceira para a Modernização Institucional. As mudanças começam a ser implantadas nos próximos dias.

Etapas do Programa – Os primeiros trabalhos a serem desenvolvidos estão divididos em seis etapas: criação do modelo de Gestão Estratégica no Inep; criação de um Escritório de Projetos; criação de Programas de Liderança e Gestão de Pessoas; concepção do Modelo Inep de Governança Corporativa e Compliance; criação de Metodologia de Formação de Preços para o Instituto, e a Introdução do Pensamento Lean (filosofia de gestão inspirada em práticas e resultados do Sistema Toyota). Cada um desses programas terá um facilitador, um supervisor e um líder. Para isso, será necessária a participação efetiva de todos os servidores e colaboradores do Inep.

Em uma segunda etapa, os diretores terão que apresentar um projeto técnico com os cronogramas para a implementação dos seguintes programas: Realinhamento Estrutural e Conceitual da Educação Básica; Realinhamento Estrutural e Conceitual da Educação Superior; Programa para Atualização e Contextualização de Estatísticas Educacionais; Programa para Otimização dos Recursos Logísticos e Redução de Custos dos Servidores do Inep; e o Programa para Análise e Definição de Novos Procedimentos nas Relações com os Órgãos de Controle. A proposta é que a partir de fevereiro, com base nos cronogramas apresentados, o trabalho de implementação seja iniciado em todos os setores do Inep.

Equipes de Consultores – Além da equipe de gestão do Inep, o programa de modernização conta com a experiência profissional de uma equipe de consultores. Luiz Carlos Becker Jr., especialista em Liderança, grupos de trabalho, cultura organizacional, gestão estratégica, desenvolvimento de equipes, e modelos de gestão e planejamento,estará à frente do Planejamento Estratégico e Visão de Futuro do Inep.  Norberto Almeida, PhD em Business Administration pela Florida Christian University e mestre em Sistemas de Gestão, será responsável pela criação da Visão Estratégica do Escritório de Projetos. Maria Leonor Galante Delmas, pós-doutora em Gestão de Pessoas, doutora em Psicologia Organizacional e mestre em Educação, apresentará as mudanças necessárias para o Núcleo de Liderança e Gestão de Pessoas do Inep. A atuação desses profissionais tem como objetivo apresentar diagnósticos sobre as mudanças necessárias para a implantação do novo Plano de Gestão do Instituto.

O programa de modernização do Inep segue o método de Operacionalização das Oficinas de Tecnologia de Gestão (OTG) que tem se mostrado eficaz em identificar, entender e solucionar os principais gargalos de organizações públicas e privadas. A proposta dessa metodologia é identificar as principais necessidades do Instituto para que, através da participação de todos os gestores e especialistas envolvidos, seja elaborado um diagnóstico para a implementação das inovações necessárias. A ação será dividida em cinco etapas: analisar a situação atual do Instituto; capacitar os gestores e os colaboradores; buscar soluções para os problemas identificados; definir soluções e apresentar as novas propostas.

FONTE: http://portal.inep.gov.br/artigo/-/asset_publisher/B4AQV9zFY7Bv/content/id/6382082